Loading...
Skip to content

Notícias

08/01/2019

Polícia Civil esclarece homicídio cometido pelo tribunal do crime

Terça-feira, 8 de janeiro de 2019 (15:00)
Diversos membros de uma organização criminosa já foram identificados
 
 
A Polícia Civil do Estado de São Paulo, por intermédio da Delegacia de Polícia de Serrana (Deinter 3 – Ribeirão Preto), iniciou trabalhos investigativos para esclarecer um suposto “tribunal do crime”, pelo qual um homem teria sido sentenciado e executado.

organograma facção

Após ter sido noticiado o desaparecimento da vítima, as investigações tiveram início, descobrindo-se que o pai de um garoto, de 12 anos, que teria sido abusado sexualmente pelo desaparecido, procurou um dos integrantes de uma organização criminosa, conhecido vulgarmente como “Véio dos Predinhos”, e pediu providências no sentido de punir o abusador. 
 
“Véio” comunicou os demais integrantes do “tribunal do crime”, que atuam na cidade de Serrana, e em conferência através de ligação telefônica celular, acionou outros membros da facção, de instâncias superiores, que resolveram que o homem deveria ser levado à cidade de Ribeirão Preto para ser julgado pela suposta prática de estupro. 
 
O local onde ocorreu o julgamento foi identificado: um bar na comunidade do Simioni, onde outro membro da organização, conhecido como “Véio do Rio”, seria o “disciplina” e dirigiu o julgamento que sentenciou o homem à morte.
 
Após ter sido executada, a vítima teria sido colocada no porta-malas de um veículo de propriedade de um indivíduo chamado de “Irmão Serrana” e levada para um local onde foi enterrada.
 
Através de investigações, foi possível identificar os autores, mapear suas atividades no crime e estabelecer o relacionamento de cada um dentro da hierarquia da organização criminosa.
 
Alguns dos participantes já estão presos. Os demais estão sendo procurados pela Polícia Civil.
Fonte/foto: Deinter 3 - eov (c)

footerNoticia2.png

  • carr.jpg

Voltar